WELCOME

O meu dia a dia, meus pensamentos. Convido você a viajar comigo nestes preciosos momentos.

terça-feira, 10 de maio de 2011

“Eu sou o pão da vida”. – 10/05/11

1ª Leitura – Atos 7, 51-8,1
Salmo – 30(31)
Evangelho – João 6, 30-35

            No livro de Atos dos Apóstolos, escrito por são Lucas, evangelista e patrono dos pintores e médicos, autor também do terceiro livro dos evangelhos, vemos, na perícope de hoje, o desfecho do ocorrido com o Estêvão. Escolhido para ser um dos sete diáconos dos Apóstolos teve a missão de trabalhar com os pobres. São Estevão focou a sua atenção nos convertidos Helenistas e dá uma prova de grande pregador, com o dom de descrever o poder da graça e o poder de fazer milagres. Só que o seu trabalho invadiu o campo dos doutores da lei e anciãos, que comandavam o povo de acordo com as suas conveniências. Devido a isso, levantaram calúnias sobre suas pregações e o condenaram a morrer apedrejado. São Estevão por nenhum momento recuou, descreveu a visão do Filho do homem ao lado direito de Deus e, em sua sabedoria, pediu perdão pelo ato agressivo deles.
            Assim, fortalece no evangelho de hoje, a quem devemos recorrer, a quem acreditar e postar toda nossa confiança? Todo aquele que se alimenta adequadamente, tem condições de resistir por mais tempo. Jesus se apresenta como o “pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim nunca mais terá sede”. Essa confiança é que nosso mártir Estêvão demonstrou e não vacilou.
            A proposta de Jesus para nossa vida é real, isso comprovado por são Estêvão. Jesus nos ensinou que precisamos ter fé, acreditar nEle, pois através dEle chegaremos ao Pai. São Estêvão acreditou, viveu esses ensinamentos e, como narra os escritos, fazia milagres intercedendo em nome do Senhor Jesus.
            Fazemos virar realidade em nosso dia, aquilo que acreditamos? Vivemos de acordo com o que transmitimos?
A nossa transparência, a maneira com que convivemos, atuamos e pensamos, influenciam no relacionamento com nossos clientes, não conseguimos interpretar por todo o tempo. Caso estejamos sendo falsos, desonestos, nós mesmos decairemos e ficará difícil uma reconciliação. Precisamos pedir incessantemente a Deus a sanidade, a capacidade de discernir e a perseverança na fé, onde saibamos trilhar corretamente, frente aos inúmeros caminhos que nos são oferecidos. A base para um bom dia está dentro de sua casa, comece bem e de bem com todos os de sua família, harmonize os relacionamentos, pois nas alegrias e principalmente nas angústias e decepções o seu porto de apoio é seu lar, junto com sua família.
A todos um bom dia na paz de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário